ALCOOLDUTO: UM NOVO CONCEITO EM ECONOMIA DE DISTRIBUIÇÃO

Anderson de Aguiar Simon, Eduardo Moraes da Silva, Fernando César Vilela Teles

Resumo


A usina de cana-de-açúcar é um dos setores mais promissores da economia brasileira atualmente, pois, o país além de ser o maior produtor mundial de açúcar e álcool, também é líder na produção de biodiesel, gerando riqueza e empregando milhares de pessoas no setor. Toda essa pujança, porém, ainda esbarra em um ambiente de distribuição pouco desenvolvido e ainda arcaico, que acaba por encarecer as entradas (matéria-prima) e saídas (etanol) do produto até o consumidor final. Este artigo tem por objetivo levantar e confrontar dados, a partir da revisão da literatura, exemplificando a atual forma e as projeções para a implantação dos dutos como forma de distribuição do etanol, coletando ainda os riscos, benefícios, vantagens e desvantagens que o sistema pode vir a apresentar, considerando o ambiente do Estado de São Paulo. Dados informam que cerca de  95% de todo o etanol transportado no país viaja por rodovias, e apenas uma pequena parcela é transmitida por dutos, hidrovias e ferrovias. Outro estudo no mesmo sentido informa que a construção de um Alcoolduto eficiente que ligaria as principais regiões produtoras do estado de São Paulo (responsável por 1/3 da produção nacional de etanol) entre a capital e o litoral paulista trazendo, pois é uma excelente solução logística para o escoamento da produção de Etanol trazendo, assim, vantagens mercadológicas significativas, tanto para o mercado interno quanto para as exportações.

Texto completo:

PDF

Referências


A NOVA aviação. Revista Super Interessante. São Paulo: Abril, ed. 244, out. 2007.

AGROENERGIA. Petrobras produz gasolina com etanol no Japão. Disponível em: . Acesso em 12 dez. 2009.

ALMANAQUE ABRIL. São Paulo: Abril, 2009.

ANP. Agência Nacional de Transportes Terrestres. Transporte Multimodal. Disponível em:

multimodal.asp>. Acesso em 12 dez. 2009.

BALLOU, R. Logística Empresarial: transportes, administração de materiais e distribuição física. São Paulo: Atlas, 1993, 388 p.

CNT. Confederação Nacional do Transporte. 2007. Disponível em:

informacoes/pesquisas/rodoviaria/2007/apresentacao.htm>. Acesso em 12 dez. 2009.

EURIDES, G. P. Redução do custo logístico de transporte Uberlândia. 2005. Monografia (Graduação em Administração em Marketing) - Faculdade de Ciências Aplicadas de Minas, Uberlândia.

GABRIELLI, J. S. Petrobras. Valor Econômico. 8 set. 2009. Disponível em:

%A7%C3%B5es.pdf>. Acesso em 12 dez. 2009.

NOVAES, A. G. Logística e gerenciamento da cadeia de distribuição: estratégia, operação e avaliação. Rio de Janeiro. Campus. 2001.

PASQUOT, C. Propostas de melhoria para a logística interna de uma siderúrgica localizada no Estado de São Paulo. In: 5º SIMPÓSIO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO. Campinas, 23 a 25 out. 2007. Anais... Campinas, 2007.

PAULILLO, L. F. Álcool combustível e biodiesel no Brasil: quo vadis?. Revista Econômico Sociol. Rural. [s.l.,s.n.], vol. 45, n. 3, pp. 531-565, 2007.

PETRAGLIA, J. et al. Infraestrutura logística sob o prisma da exportação de etanol brasileiro. Gestão & Regionalidade. [s.l.,s.n.], v. 25, n. 74, mai./ago. 2009

PLATONOW, V. Alcoolduto da Petrobras deve entrar em operação em 2009. Agência Brasil. 28 mai. 2008. Disponível em: . Acesso em: 12 dez. 2009.

SAMORA, R. Operadores de alcooldutos agora falam em conjugação de projetos. Globo economia. Rio de Janeiro: [s.n.], 2 jun. 2009.

UNICA. As novas rotas de exportação. Revista Transporte Moderno. 22 dez. 2008. Disponível em:

pping/show.asp?cppCode=4FF1D0FB-7240-4

B87-A0D2-7BF7D16572D1>. Acesso em: 12 dez. 2009.

______. Disponível em:

com.br>. Acesso em: 12 dez. 2009.

UNIDUTO. Disponível em:

duto.com.br/projeto.php?menu=2&item=2>. Acesso em: 12 dez. 2009.

VIAN, C. E. F.; MARIN, F. R. Logística e transporte. Embrapa. 2007. Disponível em:

html>. Acesso em: 12 dez. 2009.

WIKIPÉDIA. Disponível em:

pedia.org/wiki/Transporte_tubular>. Acesso em: 12 dez. 2009a.

______. Disponível em:

org/wiki/Petrobras>. Acesso em: 12 dez. 2009b.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.